harmonia cromática

o olhar dele é lilás. como as violetas que eu tinha na prateleira de brinquedos do quartinho na casa em que morava na infância. ele me olha e eu sinto como se estivesse ali, por entre dúzias de bichinhos. quando ele sorri, vejo um infinito anil. como o final do mar que eu teimava enxergar nas viagens de férias com a família. seu sorriso é mesmo tão largo que não conseguimos ver seu fim, é como se fosse meu refúgio para momentos sempre felizes. nossos abraços são como barcos que seguem em linha reta o trajeto até a paisagem mais bonita que poderíamos imaginar diante de nossos olhos. sua companhia enaltece todos os minutos do dia e deixa meu coração cor-de-rosa, revestido por veludo. são os instantes verdes que permanecem na nossa mente, como se esperassem ser tirados da gaveta para serem revividos. foi então que seu sorriso chegou pra mim e retirou todas as lembranças brancas em forma de um beijo.

Anúncios