mais sobre você

são tantas e tantas e mais tantas as coisas que já cataloguei sobre você. sobre nós, então, já nem saberia mais dizer a conta final. já no primeiro dia foram muitos os detalhes que eu poderia escrever em papeizinhos e encher um aquário de água bem clarinha com eles flutando bem calmamente- ia ficar bonito até, já pensou?

tenho aquela satisfação rara e 100% fiel em ouvir suas histórias e, mesmo quando você não tem nenhuma pra contar, eu fico ali, pensando longe nas que poderiam surgir. é a mágica da imaginação que acontece quando estamos em meio aos nossos finais de semana de à toice. em dias de menos palavras, mais gestos bondosos você transmite e isso encantaria até a mais gélida das armaduras. e são exatamente aqueles que mais combinam com a minha última semana. gestos que se tornam simbolismos no meu cotidiano e fazem valer o momento que só o meu íntimo entenderia. é como aquela sensação de passar anos pensando nos atributos que um bom companheiro poderia ter e, viva, sem esforço e com muita sinceridade você combina um a um, sem pressa.

ser surpreendido por coisas boas é um presente cotidiano que você me dá sempre.

Anúncios