absolvição do mundo

rekha garton

já perdoei o mundo pelos chicletes que não masquei depois de escovar os dentes. pelos silêncios que ganhei como resposta. pela vadia que joga sentimentos alheios pela janela. pelo cara que faz tudo errado. pela injusta morte do meu herói. pela curta vida dos peixinhos de aquário. pela música que parou de tocar antes da hora. pelos amigos que partiram. pelo idiota que dispara a buzina do carro sem motivo. pelos brinquedos que se quebram e não têm conserto. pelas lâmpadas que se queimam durante o meu livro. pela bicicleta roubada. pela farsa que li na propaganda da tv. pela torradeira que queima pães de fôrma. pelo papel sujo de jornal. pelo tênis furado. pelo skate partido ao meio. pelo menino do trem em milão. pelo batom vermelho que aumenta a minha boca. pela cicatriz no meu corpo. pelo nariz torto com verruga da professora que me deu zero de conceito. pelos papéis bonitos que não recortei. pelas roupas que não tive. pela festa de ano novo. pela mentira descoberta. pela ausência de cor. pelos desencontros com a tranquilidade. pela loucura dos outros. pelas minhas loucuras. pelo pedaço de coração que me foi arrancado. pela dor de dente permanente quando cresce. pelo monte de parede construída em volta de mim. pelo sal da água do mar na minha boca. pelos sapatos sujos de barro. pelo ódio que já senti. pelo céu sem estrelas. pelas nuvens que nascem sem formato de bichinho. pelas avós que eu nunca conheci. pelos bolos sem açúcar refinado por cima. pelo café gelado de ontem. pelas memórias trocadas. pelos bancos quebrados da praça. pelos tropeços no meio da avenida. pela noite coberta pelo sol. pelas saudades. pelas cartas que rasguei. pelas palavras que errei. pela falta de coragem. pelo excesso de bravura. por tudo aquilo que você tirou de mim. por tudo o que eu mesma tirei. por tudo o que joguei fora.

agora mundo, só falta você me perdoar.

Anúncios