a mais durona da turma

nisian hughes200563168-005

sou durona quando verbalizo o que mais temo. quando olho nos olhos de quem é muito importante para mim. quando desafio os meus pulmões com tragos de cigarro barato. quando falo todas as verdades que ninguém nunca quer ouvir. quando deixo claro o quanto a sua ignorância faz a minha paciência morrer. quando aperto os lábios em busca de solução. quando quebro garrafas para exterminar o ódio que sinto ao ver tanta coisa errada diante de mim. quando coloco os meus fones de ouvido para não ouvir a história do tratamento capilar mais incrível da cidade. quando deixo bem claro que a sua falta de respeito me faz tornar a inimiga mais silenciosa que você poderia ter. quando meu ranger de dentes vem em busca de tolerância. quando escondo o que mais queria dizer simplesmente por querer ser… durona.

sou forçada quando leio bukowski. quando digo que não me importo com a sua opinião. quando sumo por dez dias. quando menosprezo seu texto. quando ignoro seu nome. quando não correspondo sua expectativa. quando calço meu coturno em pleno verão. quando fico com a cara fechada o dia inteiro. quando me pinto em preto e branco só para não ser vista nas ruas. quando encontro as risadas mais divertidas diante do céu mais nublado. quando escondo as flores que ganhei do namorado. quando encontro os mais perdidos e prometo o paraíso. quando finjo que não, enquanto queria dizer um sim.

eu não sou a menina mais gata da turma nem a mais gostosa da lista telefônica dos relacionamentos de estepe. nunca serei a menina das unhas com cristais colados nem a do cabelo de nylon amarelo que substitui fios naturais. eu sou apenas mulher, daquelas bem intensas e complicadas, que pensam muito e falam o quanto deixarem. eu sou bem daquelas que, para encontrar as nuvens desenhadas em papel branco, faz o que tem que ser feito, custe o que custar. a mais durona de todas quando o negócio é plantar amor.

Anúncios