distração

christian plochacki 107301711

de distraída perdi a hora da chegada, o encontro no museu a tarde. deixei passar as ondas mais lentas, os quilômetros do asfalto mais liso, o presente do embrulho mais cintilante. deixei o menino de cabelos amarelos esperando a resposta, os cabelos com a franja crescendo sem respeito, a gota de café mais quente escorrer pelos dedos, o buraco aqui de dentro crescer mais rápido que o ponteiro dos segundos.

mas foi distraída que tive as melhores histórias, os maiores amores, o par de botas mais bonito da cidade. na distração recebo caixas bonitas do carteiro, beijo o cara mais legal do mundo, vou mais longe na minha bicicleta, conheço a amiga mais parceira, leio o sms mais divertido, encaro o dia mais azul possível. sou distraída por natureza, aconteceu assim pra mim. distraída aqui, casando os meus botões, me sinto completa ao ver mais um ciclo se renovando, um pedaço de razão se colando aos tantos cacos espalhados pela cidade. os sorrisos mais bonitos da minha coleção só aumentam. e é por isso que eu me distraio. que é pra não perder a vontade de ir até as nuvens sem data marcada nem pressa pra chegar.

Anúncios