quando aceitamos migalhas

nit bruna157634005

aceitei algumas migalhas pela vida. na tentativa de me fartar e tapar o meu vazio, me permiti ser uma pessoa diferente, mesmo que por algumas horas, ao mesmo tempo em que pegava migalhas pelo caminho. e são sempre poucas, muito poucas. pouco para quem sente muito. pouco para quem vê além. pouco para quem valoriza coisas e pessoas. pouco para quem prioriza momentos. pouco para quem quer saber a verdade de tudo.

as migalhas que aceitamos são para quando a gente quer dar a cara à tapa mesmo sabendo do erro. o meu erro ao me contentar com o mínimo me leva a forçar o meu coração a uma situação que machuca meus valores, meu sobrenome, meu joelho já cheio de roxos. que apaga o meu brilho, tira o meu foco e me faz voltar a ver o mundo com olhos cerrados e de boca fechada.

às vezes sinto muito medo. abro a janela e sinto medo pela minha sobrinha, pelo cachorrinho vira-lata da esquina, pelos meus amigos. vivi por muito tempo em um mundo de migalhinhas. todas elas bem fracas. e de tanto colecioná-las, passei a ser vista como mais uma.

e é por isso que não quero pedacinhos de coisas. nem suas frações. tenho muito para dividir com o mundo. e não será em troca de migalhas que encontrarei dias felizes. espero acertar mais vezes daqui pra frente.

Anúncios