em tempo

luis alvarez

169950022

o amor ainda está em tempo. por mais que eu veja namorados desejando milhares de peitos que não sejam os de suas namoradas. por mais que centenas de pessoas disparem mensagens sacanas e fodidas para a inbox de toda a friend list do facebook como fazem bandidos em tiroteio – sem exclusividade e de preferência iguais entre si. por mais que respeito não seja mais usual nem considerado nas relações humanas. por mais que eu saiba que suas mentiras contaminam a minha boa fé. por mais que eu entenda que seus abraços soam como camaradagem e nada mais que isso. por mais que trocar beijos sem paixão seja mais fácil do que escovar os dentes sete vezes ao dia. por mais que o dia a dia dos meus pais já tenha me provado que a coisa mais difícil do mundo é ter o que eles têm. por mais que os balões em forma de coração que eu ganhei há mil anos tenham murchado. por mais que as flores que ganhei tenham virado souvenir de gente velha na mesa de centro da minha casa. por mais que exista um app só para encontrar sexo fácil mais próximo de você. por mais que a minha vida tenha tido tantos desencontros. por mais que o meu potencial romântico tenha virado farinha. por mais que as minhas cartas feitas à mão tenham se tornado um gordo caderno reciclado antes mesmo de serem lidas. por mais que atravessar a rua com grandes fones de ouvido no volume máximo (e assim correndo um grande risco de vida) seja mais atraente do que ouvir seu monólogo. por mais que promessas sejam o máximo que pude receber ao longo de anos de crescimento e, assim, ter garantido um grande passaporte para o inferno.

isso tudo é exceção. eu sei que é. ou pelo menos te conto que tem que ser. o mundo é muito bonito para ser resumido em todos os “por mais que” eu já chorei. porque o tempo passa e a gente esquece. e vem outras coisas legais para passar por cima.

por mais que, há onze anos, todos os muros tenham se formado ao meu redor, o amor ainda está em tempo. ou pelo menos ele tem que estar. ou pelo mais eu faço com que ele esteja. afinal, do que vale o meu coração se ele não for preenchido por uma metadinha? do que vale todo o meu sorriso se ele não tem por alguém existir? no dia em que lembramos o quanto o amor é desejado por todos, até mesmo por aqueles que fazem questão de fugir de toda e qualquer uma de suas formas de expressão, eu grito para dentro de mim mesma: que o meu amor seja resgatado a tempo. e em tempo.

………………………………………………………..
♪ para ouvir lendo ● everlong – foo fighters

Anúncios