Arquivo de Tag: começos

o meu não-amor

amiasterisco photography troquei uma relação definida, com nome e sobrenome, sogro e sogra, cunhado e cunhada por uma sem nada. sem brasão de família. sem rótulo colorido de gelatina. sem contrato assinado em… Continuar lendo

inventei um amor

cesarr t. inventou um amor pra si mesmo. daqueles que não têm motivos pra existir. que não tem pra quê nem por que. que não deveria nem ser cogitado, na verdade. é aquele… Continuar lendo

por assim dizer

tara moore e então abriu os braços. contraiu a boca em mínimos movimentos e esboçou o que seria uma declaração desajeitada de afeto. elaborou um mundo de momentos em forma de frases curtas,… Continuar lendo

os erros dos otimistas

gary houlder acho bonito observar as pessoas otimistas. daquelas que sabiamente acreditam que vale a pena fazer o que tem que ser feito em nome dos desejos. das expectativas. e, por que não,… Continuar lendo

ser livre

irene miravete liberdade é deixar a chuva cair e não correr dos pingos mais pesados. sentir o gelo correr pela pele e ver o peito explodir por dentro. é andar de salto alto… Continuar lendo

para fazer melhor

audrey simper ser melhor é alinhar pensamento e atitude. é quando magenta encontra ciano e forma lilás. é encarar o espelho e refletir além do que se vê. é conquistar o doce semeando açúcar. … Continuar lendo

lugar nenhum

ballyscanlon fugir de si mesmo é inventar milhares de pontos imaginários na cabeça. é criar uma rota sem fim nem limite – para lugar nenhum. é a vontade de fazer o coração bater… Continuar lendo

do controle

taryn momentos de controle são como presentes equivocados. é a camiseta com manga caída que sobra no braço, o açúcar do doce que você não pode comer, o laço mal feito que tem… Continuar lendo

perder-se

christoph hetzmannseder eu não saberia apontar o dedo e indicar para quando foi que me perdi. pode ter sido no dia em que o meu ursinho perdeu um dos olhos marrons. no dia… Continuar lendo

quando abro a janela

ana zaragoza eu já andei pela lua algumas vezes e a minha roupa era fofa e prateada. já nadei no fundo mais fundo do pacífico onde só havia peixes amarelos e polvos lilases.… Continuar lendo

desencanto

shelby hall eu já quis muita coisa. quis que a rua da minha casa fosse mais limpa. que os adesivos da minha bicicleta não se descolassem. que o meu pai tirasse férias. que… Continuar lendo

para chegar lá

brand new images já aprendi muita coisa nessa vida. aprendi que ler muitos livros ao mesmo tempo é exagero, os filmes merecem a minha atenção também! até mesmo aqueles idiotas enlatados que me… Continuar lendo

distração

christian plochacki de distraída perdi a hora da chegada, o encontro no museu a tarde. deixei passar as ondas mais lentas, os quilômetros do asfalto mais liso, o presente do embrulho mais cintilante. deixei… Continuar lendo

  • a dona da gaveta